Porque escolher o plantio à taxa variável

Porque escolher o plantio à taxa variável

Todo produtor quer aproveitar o máximo potencial produtivo do solo. Para isso acontecer, indica-se realizar o mapeamento da área a partir das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, resultando em diferentes zonas de manejo que são áreas com maior e menor potencial produtivo do talhão.

Com essa identificação é possível utilizar o plantio à taxa variável que, por meio de mapas de prescrição, ajusta a população conforme as zonas de manejo. Desta maneira, explora os diferentes potenciais produtivos de cada área, seja de alto, médio ou baixo potencial, gerando um incremento na produtividade. Essa tecnologia está embarcada em todas as plantadeiras Stara que possuem o Sistema Control.

Por exemplo, nas culturas da soja e de trigo as áreas consideradas com baixo potencial produtivo recebem uma quantidade maior de sementes. Já zonas de manejo com alto potencial recebem uma concentração menor de sementes. Na cultura do milho, a regra é inversa, com maior concentração de sementes nas áreas de alto potencial produtivo.

Outro benefício da taxa variável é a economia de insumos, pois é distribuída a quantidade necessária de sementes e fertilizantes para cada zona de manejo, evitando desperdícios. A precisão proporcionada pela taxa variável resulta em uma lavoura mais uniforme e melhora a qualidade do solo.

A Stara foi uma das pioneiras nessa tecnologia, proporcionando mais precisão, uniformidade e qualidade no plantio e nas aplicações de insumos. Para saber mais sobre as plantadeiras Stara, acesse: https://stara.com.br/produtos/plantadeiras-e-semeadoras/ 

notícias relacionadas

produtos relacionados

Finep

Empresa parceira