Do México para Não-Me-Toque: o amor ultrapassou fronteiras

Do México para Não-Me-Toque: o amor ultrapassou fronteiras

Com seu jeito alegre e brincalhão, Roberto Vera Garcia, conhecido como Mexicano, cativa todos os colegas. Há 14 anos trabalhando na Stara e há 19 morando no Brasil, muitos colegas não sabem o motivo que fez Roberto largar sua vida no México. Pois foi Marilu, sua grande paixão.

Tudo começou quando os dois se conheceram pela internet. Após muitas trocas de mensagens, eles foram se aproximando, o relacionamento amadureceu e Roberto decidiu vir para o Brasil viver com Marilu, que mora em Carazinho. Para realizar esse sonho e começar uma nova vida aqui, ele precisava de dinheiro. Por isso, trabalhou um ano na Disney para juntar a quantia suficiente e finalmente conseguiu encontrar sua amada.

O encontro aconteceu em setembro de 2001, um ano e meio depois que começaram a conversar. No início as coisas não foram fáceis, Roberto teve dificuldades para conseguir emprego, principalmente por causa do idioma. Quando estava prestes a buscar uma oportunidade em Caxias do Sul, a Stara entrou em contato para uma entrevista e logo foi contratado.

“Sou muito grato a família Stara. Com esse trabalho consigo realizar meus sonhos e os da minha família”

Para Roberto, a Stara trouxe a segurança que precisava para sua família, pois Marilu estava grávida de Isadora, sua única filha. “A Stara me trouxe estabilidade. Me sinto muito bem aqui. Sou muito grato a família Stara. Com esse trabalho consigo realizar meus sonhos e os da minha família”, declara Roberto.

Com curso técnico na área da engenharia, Roberto trabalhava no México em uma empresa de petróleo. Na Stara começou trabalhando no setor de Montagem e hoje trabalha no setor de Peças. “Acompanhei o crescimento da Stara, a construção de mais pavilhões, a abertura de novas unidades. Já existe um revendedor da Stara no México, mas sonho que um dia tenha uma fábrica”, declara.

Para ele, no início a comunicação com os colegas era difícil, mas com o tempo melhorou: “Eu não entendia o que me falavam e os outros também não me entendiam, tentávamos um ‘portunhol’”. Roberto também estranhou as baixas temperaturas, revelando que seus colegas, muitas vezes, o estranham vestindo casaco em dias mais quentes para os gaúchos: “Perguntam o que eu vou vestir no inverno”.

Roberto Garcia confessa que sente falta do México, mas que criou raízes aqui, se encantou com o povo gaúcho e sua tradição. “O que eu mais gosto no Brasil são as pessoas, elas são amáveis e hospitaleiras. Cada vez que se entra em uma casa você é bem tratado”, afirma. Inclusive, um dos costumes que passou a ter foi tomar chimarrão com sua esposa.

“Minha expectativa é permanecer aqui e continuar crescendo, assim como a Stara”

Uma das coisas que mais admira na Stara é o incentivo para que os colaboradores estudem. Ele explica que no México estudar e trabalhar ao mesmo tempo não é possível. “Lá você estuda ou trabalha. Aqui os jovens podem conciliar os dois e se empenham muito para isso. São guerreiros, eles têm muito talento. Aprendo muito com eles, todos os dias e a empresa valorizando isso”, ressalta.

Roberto é muito grato por tudo o que conquistou através do seu trabalho na Stara. “Na Stara fiz amizades com pessoas fantásticas. Consegui estabilidade para viajar ao México e visitar minha família. Minha expectativa é permanecer aqui e continuar crescendo, assim como a Stara”, afirma.

 

notícias relacionadas

produtos relacionados

A Stara preza pela conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - Lei 13.709/18 conforme nossa Política de Privacidade, assim como pelas leis de proteção de dados ao redor do mundo. Nosso time de privacidade pode ser contatado através do e-mail lgpd@stara.com.br
Prosseguir
Finep

Empresa parceira