“Trabalhar todos esses anos na Stara é muito gratificante”

“Trabalhar todos esses anos na Stara é muito gratificante”

“Aqui é uma família. Trabalhar todos esses anos na Stara é muito gratificante”. São as palavras de João Cláudio Camargo que há 28 anos trabalha na Stara, crescendo junto com a empresa. Antes ele trabalhava em uma oficina mecânica, só que buscava novas oportunidades de crescimento. “Quando comecei a trabalhar na Stara fiquei apavorado, mas era isso que eu queria: oportunidade. Aqui realizei vários sonhos, conclui meus estudos, comprei minha casa, meu carro. Cresci junto com a empresa”, conta João.

João Cláudio lembra como a empresa era diferente no início de sua carreira: “Quando comecei eram 100 funcionários, todos se conheciam, agora é muita gente”. A tecnologia também era outra. “Comecei como auxiliar de pintor, naquela época não existia adesivo, era tudo manual. Colocava uma máscara e pegava uma pistolinha, colocava no implemento e assim você pintava o nome da Stara”. João Cláudio também trabalhou na solda e depois foi para ferramentaria, onde atua até hoje.

Para João Cláudio, um dos momentos mais marcantes da sua trajetória na Stara foi quando a terceira e a quarta geração da família Stapelbroek Trennepohl assumiram a direção da empresa. “A partir daquele momento a Stara começou a crescer mais, estava no rumo certo. Foi como ligar uma luz e sair do escuro, trouxe segurança para nós, colaboradores. Seu Gilson falou que era pra acreditar nele e na família que ia dar tudo certo. A Stara começou a evoluir, os funcionários tiveram mais oportunidades de crescimento”, ressalta.

A troca de conhecimento é constante. João Cláudio fala que sempre compartilhou tudo o que sabe e nunca teve medo de ensinar alguém e perder a sua vaga. “Eles pedem para eu ensinar, mas você aprende muito com eles, é uma troca gratificante. Você não sabe tudo, nunca vai saber. O que eu sei eu tento passar, não adianta guardar pra si”. João Cláudio destaca que fica emocionado quando encontra amigos e colegas que falam ‘o senhor que me ensinou’: “É tão gratificante, não tem nada melhor que isso”, revela.

João Cláudio confessa que a evolução da tecnologia é emocionante e surpreendente. “Eu nunca imaginei que a tecnologia da fábrica iria chegar a esse ponto para desenvolver as máquinas também. Quando eu comecei era tudo simples, quando fazia um sistema diferente já era uma evolução. Hoje, de um dia para o outro, tem uma nova tecnologia. Chega a ser apavorante, de tanto que está evoluindo”, afirma depois de trabalhar com tantas tecnologias diferentes.

Dedicando tantos anos a empresa, João Claudio se orgulha de ver uma máquina da Stara trabalhando no campo: “É um pouco de você que está ali, o mínimo que seja, você ajudou de alguma forma”.  João Cláudio espera que a empresa continue crescendo: “Vamos chegar as 10 maiores do mundo no setor e pretendo continuar trabalhando aqui por, no mínimo, ainda mais 10 anos”.

notícias relacionadas

produtos relacionados

Finep

Empresa parceira